São Paulo, 17 de Dezembro de 2017

Feijoada / Confraternização de Doadores e Aniversário de 9 Anos do Clube SangueBom
Feijoada / Confraternização de Doadores e Aniversário de 9 Anos do Clube SangueBom
Confraternização de Doadores e 9 Anos do Clube SangueBom
Confraternização de Doadores e 9 Anos do Clube SangueBom

Prevenção é melhor remédio para os olhos

Escrita por: Maurício Godoi
09/05/2007 14:23

Ações simples e comuns ajudam a manter a saúde ocular em dia

Nesta semana, em 7 de maio, comemorou-se o dia do oftalmologista. Engana-se que o popularmente conhecido 'oculista' tem como objetivo apenas receitar colírios, lentes ou óculos aos pacientes. São conhecidas atualmente mais de mil moléstias oculares, como catarata, estrabismo, conjuntivite, irritação ocular, vício de retração e retinopatia diabética, entre outras. Boa parte destes problemas está associada ao envelhecimento.

Para o retinólogo (especialista em retina) do Hospital São Camilo Marcelo Alexandre Costa, o processo de redução da capacidade ocular é normal. Contudo, existem ações preventivas que evitam o aparecimento precoce dessas doenças.

“As pessoas têm que aprender a se prevenir. O problema pode ser genético, mas algumas moléstias são típicas da vida moderna???, explica ele. “Hoje as reclamações relacionadas ao ambiente de trabalho estão aumentando, como o 'olho seco'???, exemplifica o médico.

O 'olho seco' é uma doença causada pela combinação computador com ar condicionado. Quem trabalha o dia inteiro olhando para a tela do computador acaba piscando menos, o que reduz a lubrificação dos olhos. O efeito é agravado pelo ar condicionado, que retira boa parte da umidade do ar. A conseqüência é irritação e vermelhidão nos olhos. Uma das soluções propostas é lembrar de piscar com mais freqüência.

Após os 40

Pessoas acima dos 40 anos devem se preocupar principalmente com o glaucoma. Geralmente a doença demora a ser detectada, pois o paciente não sente nada, apenas uma pequena alteração no campo visual. Entretanto, se o portador de glaucoma pode ficar cego.

“É comum a pessoa não sentir nada, pois a hipertensão ocular pode passar desapercebida, e após 5 ou 10 anos o processo já está em fase adiantada???, afirma Costa. Ele recomenda que as pessoas com mais de 35 anos se dirijam ao oftalmologista anualmente para medir a pressão ocular. O processo é indolor e permite identificar a moléstia em seu início.

Ouras ações citadas pelo médico incluem a utilização de óculos de sol com filtro de proteção contra os raios solares ultravioleta e evitar a exposição à luz intensa – principalemnte entre 10h e 17h. A recomendação é fruto da incerteza da influência do sol sobre o surgimento da catarata e da degeneração macular (relacionadas à idade senil). “Prevenir ainda é a melhor forma de manter a visão saudável pelo maior tempo possível???, recomenda.

Usar colírio pode ser uma boa alternativa, desde que indicado por um profissional, que recomendatá o tipo mais adequado a cada caso. Além disso, manter a higiene dos cílios pode ajudar a reduzir a incidência de problemas relacionados à oleosidade em excesso na região.

“Toda vez que sentir ardência, vermelhidão, a visão estiver embaçada ou qualquer outro sintoma, o melhor é procurar um oftalmologista, ele saberá o que fazer em cada caso???, receita o médico.

Pompeia: Rua Tavares Bastos, 425 - (11) 3674-4444 - De 2ª a 6ª das 8h às 18h e aos sábados das 8h às 16h.