São Paulo, 15 de Outubro de 2018

Feijoada / Confraternização de Doadores e Aniversário de 9 Anos do Clube SangueBom
Feijoada / Confraternização de Doadores e Aniversário de 9 Anos do Clube SangueBom
Confraternização de Doadores e 9 Anos do Clube SangueBom
Confraternização de Doadores e 9 Anos do Clube SangueBom

Crianças são mais vulneráveis à catapora

Escrita por: Maurício Godoi
16/08/2007 14:59

Infecção é leve e contágio ocorre pelo ar e pele

Febre, coriza e tosse em crianças: parece uma virose, mas pode não ser. Após alguns dias aparecem manchas vermelhas nas costas, peito e abdômen. Somados esses sintomas temos a varicela, mais conhecida como catapora, uma infecção viral de baixa gravidade que pode ser auto-limitada, ou seja, o organismo da pessoa se encarrega de eliminá-la. Somente no primeiro semestre desse ano no estado de São Paulo foram registrados 150 surtos, totalizando 991 casos.

De acordo com o Centro de Vigilância Epidemiológica do estado, metade das crianças com até cinco anos já tiveram a doença.

Um fator que permite o contágio da catapora é o alto risco de transmissão. Isso se deve aos hábitos que as crianças têm de relação interpessoal bem próximos e à falta de prática higiênica. Além disso, a imaturidade do sistema imunológico colabora para que o vírus se instale no organismo dos mais novos.

“A transmissão acontece muito em escolas infantis e creches???, informa o infectologista do Hospital e Maternidade São Camilo, José Ribamar Branco Filho. E diz, “o vírus pode ser passado de um indivíduo para outro desde o período de incubação, que é de aproximadamente duas semanas antes do aparecimento dos sintomas???. O médico explica que os surtos são mais comuns nesses locais quando aparece apenas um caso porque as crianças ficam muito em contato uma com as outras.

“Nessas horas o melhor é isolar a criança e todas as que tiveram contato com a mesma. Assim é possível evitar que outras possam contrair o vírus???, indica ele.

Infecção tardia

Porém, há casos de varicela que podem ocorrer em pessoas com mais idade. O médico diz que pessoas imunodeprimidas, ou seja, que possuem o sistema imunológico debilitado também podem desenvolver a doença. Nesses casos o resultado pode ser uma infecção mais grave como a pneumonia.

A única forma de evitar a doença é tomar a vacina. Desenvolvida na década de 70 no Japão, apresenta bons resultados de imunização. Ela é indicada para crianças a partir de um ano de vida, adultos-jovens ou por qualquer pessoa que não tenha desenvolvido a catapora. Para aquelas pessoas que já tiveram a doença, não há necessidade de fazer nada, pois com o término da infecção, que geralmente ocorre em até três semanas, o próprio organismo já está auto-imune contra o vírus pelo resto da vida.

Pompeia: Rua Tavares Bastos, 425 - (11) 3674-4444 - De 2ª a 6ª das 8h às 18h e aos sábados das 8h às 16h.