São Paulo, 15 de Dezembro de 2019

Feijoada / Confraternização de Doadores e Aniversário de 9 Anos do Clube SangueBom
Feijoada / Confraternização de Doadores e Aniversário de 9 Anos do Clube SangueBom
Confraternização de Doadores e 9 Anos do Clube SangueBom
Confraternização de Doadores e 9 Anos do Clube SangueBom

Triglicérides deve ser equilibrado

Escrita por: Regiane Sanchez
22/02/2008 12:25

Obesidade pode ser sinal de que taxa dessa gordura está acima do normal

Responda rápido. Diante de um cardápio no restaurante ou na casa de amigos, você já ouviu a seguinte frase, “Estou com meu triglicérides alto???? Esse termo têm sido muito citado nos últimos anos e se refere a um tipo de gordura que pode ser produzida pelo organismo ou ingerida por meio da alimentação.

O nível de triglicérides alto pode estar associado a doenças coronarianas, pois é o acúmulo além do normal desse tipo de gordura. Mesmo sendo os Triglicérides a forma de armazenamento energético mais importante no organismo, constituindo depósitos no tecido adiposo e tecido muscular.

Apesar disso é fácil diagnosticar qual é o seu nível dessa gordura. Um simples exame de sangue para avaliação do colesterol total pode revelar muita coisa. Nele são avaliados vários tipos de gorduras no sangue, pois ele representa a somatória de todas elas, incluindo os triglicérides, que dão origem ao VLDL colesterol, um grupo heterogêneo de gorduras que corresponde a 98% da gordura total de nossa dieta.

De acordo com a endocrinologista e nutróloga Ellen Paiva, quando temos o colesterol total elevado, nem sempre significa que a fração ruim está elevada. Isso se dá porque todas as vezes que os triglicérides sobem no sangue, eles influenciam a dosagem do colesterol total através da elevação do VLDL colesterol.

Quem tem uma alimentação rica em gorduras de origem animal deve ter cuidado quanto as taxas de triglicérides no organismo. Essa gordura faz com que a digestão seja lenta e prolongada com o auxílio de enzimas produzidas pelo pâncreas. Elas formam um composto diferente, tendo em comum a característica de serem insolúveis em meio aquoso como o sangue. Necessitam ligar-se a proteínas para serem transportadas na circulação.


*Fontes e redução*

Essa gordura não é somente o resultado de sua ingestão, mas de qualquer fonte nutricional em excesso. Um exemplo é quando ingerimos carboidratos em excesso que se transformam em triglicérides para se armazenarem no organismo. Dessa forma, explica a médica, é possível entender que em todo quadro de obesidade, há aumento dos triglicérides. As fontes dessa gordura vão desde os óleos vegetais, incluindo o azeite, laticínios integrais como manteiga, iogurtes, queijos e requeijões, a carne bovina e todo tipo de gordura animal. Além disso inclui-se o consumo excessivo de álcool.

Para reduzir a taxa de triglicérides no organismo, só mesmo um bom regime. A médica afirma que é necessária uma alimentação saudável, com orientação de um nutricionista. Somente um especialista é capaz de corrigir a maior parte dos casos, sem sofrimento..

A forma de preparo dos alimentos também é importante. Trocar a margarina e reduzir o óleo do refogado são boas opções, além de sucos, água, molhos de ervas ou vinhos para o preparo dos alimentos. Deve-se dar preferência aos grelhados, assados, cozidos ou preparações feitas no microondas, na churrasqueira ou no vapor.

Outra forma de evitar o aumento dessa taxa é verificar sempre os valores de gordura saturada, gorduras hidrogenadas, manteiga de cacau, banhas, óleo de coco ou de dendê presentes no alimento nos rótulos das embalagens.

Fibras são importantes, pois diminuem o tempo que o alimento permanece no intestino. Dessa forma reduz a quantidade de gordura absorvida. Entre os alimentos fibrosos recomendados estão cereais integrais, frutas, hortaliças cruas, feijão, ervilha, grão-de-bico e lentilha.

Saiba mais na matéria Enfrente o colesterol com alimentos

Pompeia: Rua Tavares Bastos, 425 - (11) 3674-4444 - De 2ª a 6ª das 8h às 16h30 e aos sábados das 8h às 16h.