São Paulo, 25 de Abril de 2019

Feijoada / Confraternização de Doadores e Aniversário de 9 Anos do Clube SangueBom
Feijoada / Confraternização de Doadores e Aniversário de 9 Anos do Clube SangueBom
Confraternização de Doadores e 9 Anos do Clube SangueBom
Confraternização de Doadores e 9 Anos do Clube SangueBom

Falta de ar aos 40 pode ser DPOC

Escrita por: Regiane Sanchez
29/02/2008 09:31

Cansaço e falta de ar na terceira idade podem indicar problemas pulmonares

A conquista da maturidade traz experiência, mas também conseqüências de hábitos adquiridos no passado, como o cigarro. A dificuldade para respirar é uma delas. Problemas como tosse, pigarro e falta de ar ocasionam redução da capacidade de realizar tarefas diárias e além de desconforto na hora de respirar.

Um grave problema causado pelo tabagismo é a Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC). Por ser progressiva, geralmente se manifesta após os 40 anos. Se não for diagnosticada e tratada em tempo, pode comprometer seriamente o dia-a-dia do portador e até incapacitá-lo.

Fernando Lundgren, médico pneumologista, alerta que casos mais graves estão nos pacientes acima de 60 anos. Essas pessoas tendem a apresentar crises e internações freqüentes, ocasiões que há aumento da intensidade dos sintomas.

*Controle*

Apesar da alta incidência, a DPOC é pouco conhecida e é comum não ser identificada no início. Isso se dá porque os sintomas podem ser confundidos com os de outros problemas respiratórios ou falta de condicionamento físico, culminando assim com um diagnóstico tardio que pode ser evitado por meio de exames preventivos.

Embora ainda não tenha cura, pode ser controlada com medicamentos específicos. O pneumologista afirma que o tratamento é capaz de interferir de na evolução da doença, e assim, melhorar a qualidade de vida ao reduzir a quantidade e a intensidade das crises.

Caso a doença não seja tratada adequadamente, a pessoa poderá sentir dificuldade na execução de tarefas do dia-a-dia. Atividades simples como, caminhar, subir escadas e, em estágios mais avançados, tomar banho, vestir-se ou comer estão incluídas nessa lista.

De acordo com o Ministério da Saúde, essa é a quinta maior causa de morte no Brasil. São registrados, em média, 39 mil óbitos por ano.


Saiba mais na matéria 29 de agosto: combata o tabagismo

Pompeia: Rua Tavares Bastos, 425 - (11) 3674-4444 - De 2ª a 6ª das 8h às 18h e aos sábados das 8h às 16h.