São Paulo, 21 de Março de 2019

Feijoada / Confraternização de Doadores e Aniversário de 9 Anos do Clube SangueBom
Feijoada / Confraternização de Doadores e Aniversário de 9 Anos do Clube SangueBom
Confraternização de Doadores e 9 Anos do Clube SangueBom
Confraternização de Doadores e 9 Anos do Clube SangueBom

Vai praticar esportes?

Escrita por: Regiane Sanchez
09/05/2008 13:22

É bom saber antes como anda o coração

Muitas pessoas, buscando saúde e qualidade de vida, matriculam-se em academias ou passam a treinar algum esporte em casa ou no parque. Independente da idade, a prática de esportes sem avaliação médica prévia pode ser muito perigosa.

O passo inicial é uma visita ao cardiologista. Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde) estima-se que ocorram mais de 250 mil casos de morte súbita anualmente no Brasil. O cardiologista Silas Galvão, do Hospital Beneficência Portuguesa, em São Paulo, aponta que muitas pessoas nem sequer sabem que têm problemas cardíacos.

Um dos distúrbios mais comuns é a arritmia cardíaca, uma alteração do ritmo cardíaco. Pode ocorrer em qualquer idade, independente do sexo e da etnia, e estar associada ou não a outras doenças que podem ser classificadas como Bradicardia (o coração bate menos) e Taquicardia (o coração bate mais).

Alguns sintomas são comuns da arritmia são palpitação, tonturas, falta de ar e mal-estar. Todos eles podem ocorrer tanto nas bradicardias quanto nas taquicardias.

Em casos mais graves, o paciente pode apresentar confusão mental, fraqueza, hipotensão (pressão baixa) e dor no peito (angina), que pode levar à morte súbita. "O exame físico, ecocardiograma e o eletrocardiograma são suficientes para a identificação - ou não - da doença e instrução em relação aos exercícios", explica o médico.

Saiba mais na matéria Cuidados com a atividade física

Pompeia: Rua Tavares Bastos, 425 - (11) 3674-4444 - De 2ª a 6ª das 8h às 18h e aos sábados das 8h às 16h.