São Paulo, 26 de Agosto de 2019

Feijoada / Confraternização de Doadores e Aniversário de 9 Anos do Clube SangueBom
Feijoada / Confraternização de Doadores e Aniversário de 9 Anos do Clube SangueBom
Confraternização de Doadores e 9 Anos do Clube SangueBom
Confraternização de Doadores e 9 Anos do Clube SangueBom

Partos Prematuros

Escrita por: Redação Fellows Mkt & Co.
20/08/2008 16:46

7% dos partos brasileiros são prematuros

Atualmente, estima-se que entre 7% e 9% dos partos no Brasil sejam prematuros, com menos de 37 semanas de gestação, que é o limite da gravidez normal.

Além dos custos de partos como estes serem elevadíssimos (o acompanhamento de uma criança que nasce com menos de 600 gramas chega a custar cerca de 150.000 reais por dia em algumas clínicas especializadas) é extremamente prejudicial, fisicamente e emocionalmente, para a mãe e para a criança. Por isso, o desafio da medicina tem sido aprofundar as investigações sobre as causas de partos prematuros e tentar evitar que eles aconteçam.

Durante a gravidez normal, ainda é impossível prever quais mulheres terão parto prematuro, o que se pode fazer é dividi-las conforme grupos de riscos. Nestes grupos de riscos estão as fumantes, usuárias de drogas, mulheres abaixo do peso, jovens demais ou com níveis altos de stress na rotina diária e mulheres que fazem tratamentos contra infertilidade.

Uma mulher grávida de um único feto tem 2% de probabilidade de dar à luz a um bebê prematuro. No caso de gêmeos, o risco sobe para 12%, e de trigêmeos, para 60%.

A cardiologia neonatal evoluiu muito e hoje permite operar o coração de um bebê em uma cirurgia de apenas 45 minutos. Antes disso, prematuros que não estavam com o coração totalmente pronto para funcionar não tinham chance de sobreviver. Hoje, é possível injetar no bebê prematuro um agente com uma substância que acelera o crescimento dos pulmões, o que evita a morte por asfixia, por exemplo.

O grande avanço da ciência nos desafia, não apenas para garantir que uma mãe volte para casa com seu filho nascido prematuramente, mas tamb&eaeacute;m assegurar que no futuro, cada vez mais incubadoras sejam substituídas pelo útero materno.

Pompeia: Rua Tavares Bastos, 425 - (11) 3674-4444 - De 2ª a 6ª das 8h às 18h e aos sábados das 8h às 16h.