São Paulo, 22 de Junho de 2018

Feijoada / Confraternização de Doadores e Aniversário de 9 Anos do Clube SangueBom
Feijoada / Confraternização de Doadores e Aniversário de 9 Anos do Clube SangueBom
Confraternização de Doadores e 9 Anos do Clube SangueBom
Confraternização de Doadores e 9 Anos do Clube SangueBom

Exercite a memória!

Escrita por: Redação Fellows Mkt & Co.
29/09/2008 17:46

A capacidade de armazenar recordações é uma característica individual

A capacidade de armazenar recordações e filtrá-las é uma característica específica de cada indivíduo, é uma espécie de impressão digital.

Desde a vida intra-uterina aprendemos o sotaque materno. Entretanto, o que foi aprendido intra-útero, não temos como traduzir. É como se tivéssemos aprendido chinês e não soubéssemos nada dessa língua agora. Fenômeno parecido ocorre com a memória da infância pré-linguagem e, provavelmente, com a memória dos animais.

Por isso, a memória de trabalho ou de curto prazo, que nos permite guardar temporariamente um número limitado de informações, varia muito de uma pessoa para outra. O tempo da memória de trabalho é de segundos, o da memória de curta duração é de 3 a 6 horas e o da memória de longa duração maior ainda.

O processo de seleção das lembranças que devem ser guardadas ou dispensadas da nossa memória pode ser comparado aos dos filtros de spam do computador, por exemplo. O funcionamento desses filtros, situados nos gânglios basais pode comprometer ou facilitar a lembrança de números, nomes de pessoas, compromissos etc.

Filtros ineficientes causam, por exemplo, atividades desnecessárias e excessivas nas regiões cerebrais que arquivam as informações da memória de trabalho, chamadas de áreas parietais posteriores, situadas ao longo do topo do cérebro em direção ao dorso.

Para ajudar a memória, o melhor exercício é a leitura, porque abrange todas as formas de memória: a memória visual, verbal, motora, a memória de curta duração e de longa duração e a memória de imagens. Por exemplo, a pessoa lê “árvore” e movimenta as cordas vocais de acordo com o som da palavra. Num instante, também, passa por sua cabeça todas as árvores de que é capaz de lembrar-se. Esse é o processo da memória.

Pompeia: Rua Tavares Bastos, 425 - (11) 3674-4444 - De 2ª a 6ª das 8h às 18h e aos sábados das 8h às 16h.