São Paulo, 25 de Janeiro de 2020

Feijoada / Confraternização de Doadores e Aniversário de 9 Anos do Clube SangueBom
Feijoada / Confraternização de Doadores e Aniversário de 9 Anos do Clube SangueBom
Confraternização de Doadores e 9 Anos do Clube SangueBom
Confraternização de Doadores e 9 Anos do Clube SangueBom

Anorexia

Escrita por: Redação Fellows Mkt & Co.
27/11/2008 18:19

Quando emagrecer se torna uma doença.

A anorexia nervosa é um transtorno alimentar que se manifesta principalmente entre mulheres na juventude, embora essa doença também se manifeste em homens.
É uma preocupação extremamente exagerada com o peso corporal e que leva a problemas psiquiátricos gravíssimos. A pessoa se sente gorda a cada vez que se olha no espelho, ela acredita que é uma pessoa obesa e feia.

Com medo de engordar, ela para de comer, exagera em atividades físicas, toma laxantes e diuréticos e tem propensão a vomitar, podendo atingir bulimia e caquexia, fases mais extremas da doença. Isso espelha o índice de mortalidade em portadores desse transtorno, que chega a 15%.
Esse transtorno pode ocorrer por pressões da sociedade, no que se diz respeito a conceito de beleza e moda, predisposição genética, depressão e assim por diante.

Os principais sintomas da anorexia são:

- Perda exagerada de peso em curto espaço de tempo sem nenhuma justificativa.

- Não participa de refeições familiares ou em público. Os anoréxicos alegam que já comeram e que não estão mais com fome, muitas vezes para esconder a doença. Outro fator que deve ser investigado é quando a pessoa passa a usar roupas largas e sobrepostas para disfarçar.

- Preocupação exagerada com o valor calórico dos alimentos. Esses pacientes chegam a ingerir apenas 200 calorias por dia, sendo que o normal de uma mulher é 2.000 calorias!

- Interrupção do ciclo menstrual, perda de quadril, busto e formas.

- Depressão, síndrome do pânico, comportamentos obsessivo-compulsivos.

- Visão distorcida do próprio corpo.

- Pele extremamente seca e coberta por lanugo (pêlos parecidos com a barba de milho).

Tratamento:

A reintrodução dos alimentos deve ser gradativa. Não há medicação específica para a anorexia nervosa. Medicamentos antidepressivos podem ajudar a reduzir sintomas depressivos, compulsivos e de ansiedade.

O primeiro passo é procurar tratamento médico, mas se a pessoa estiver num grau mais avançado da anorexia, deve ser levada imediatamente ao hospital.

Pompeia: Rua Tavares Bastos, 425 - (11) 3674-4444 - De 2ª a 6ª das 8h às 16h30 e aos sábados das 8h às 16h.