São Paulo, 22 de Outubro de 2018

Feijoada / Confraternização de Doadores e Aniversário de 9 Anos do Clube SangueBom
Feijoada / Confraternização de Doadores e Aniversário de 9 Anos do Clube SangueBom
Confraternização de Doadores e 9 Anos do Clube SangueBom
Confraternização de Doadores e 9 Anos do Clube SangueBom

Combata as verrugas.

Escrita por: Redação Fellows Mkt & Co.
07/05/2010 14:57

Precavenha-se dos riscos desse problema.

Pouco simpáticas, muitas vezes incomodam e podem ser motivo de preocupação: são as verrugas.

Verrugas são crescimentos benignos (não cancerosos) da pele causados pelo papiloma vírus humano (HPV).

As verrugas podem “passar” de pessoa a pessoa, ou para outras regiões do corpo do mesmo indivíduo – sendo a preocupação de cuidar delas também uma forma de proteger o outro e evitar a autocontaminação.

As verrugas genitais exigem também cuidados ainda mais especiais, pois podem representar um aumento da possibilidade de que se desenvolva câncer de pele na região afetada. Mulheres com verrugas genitais também têm maior possibilidade de desenvolver câncer de colo de útero. Este é um motivo adicional para que pacientes com verrugas genitais tratem o problema, sendo inclusive, no caso das mulheres, também indicada a realização rotineira do exame de “papanicolau”, mesmo após o tratamento com sucesso de suas verrugas genitais.

A melhor forma de eliminar as verrugas é a partir de uma consulta médica com um dermatologista, que pode indicar a melhor solução para o problema conforme o tipo de verruga que acomete o paciente.

Verrugas plantares, localizadas normalmente na sola dos pés e abaixo da superfície da pele, são relativamente mais difíceis de serem tratadas, podendo inclusive ser indicado o uso de calçados especiais para o tratamento.

Já as chamadas verrugas vulgares podem ser tratadas em casa, por meio de medicamentos indicados pelo médico. Também há tratamentos à base de aplicação de medicamentos no consultório do dermatologista, e métodos como a crioterapia (que congela a verruga) ou, ao contrário, a eletrocirurgia (que “queima” a verruga).

Verrugas planas, normalmente muito numerosas, podem exigir tratamentos ambulatoriais periódicos ou mesmo aplicações medicamentosas diárias.

Já as verrugas genitais (ou condilomas), mais contagiosas, são também as que exigem maior dedicação e acuidade no tratamento. A primeira providência é o médico examinar cuidadosamente o paciente para encontrar todas as verrugas que devem ser eliminadas, fazendo-se então o tratamento adequado.

Há vários tipos de tratamentos para as verrugas, inclusive à base de laser – e podem variar de acordo com a região afetada e persistência do problema, por exemplo. Há também medicamentos que podem ser adquiridos sem a necessidade de prescrição médica. A sugestão, porém, é a de ter muita cautela, pois há o risco de se confundir uma lesão mais grave com uma verruga e ser adotado um tratamento inadequado – valendo, portanto, a recomendação de procurar sempre um médico.

No mais, acabar com elas faz bem – exceto orientação médica em contrário.

Pompeia: Rua Tavares Bastos, 425 - (11) 3674-4444 - De 2ª a 6ª das 8h às 18h e aos sábados das 8h às 16h.