São Paulo, 21 de Setembro de 2018

Feijoada / Confraternização de Doadores e Aniversário de 9 Anos do Clube SangueBom
Feijoada / Confraternização de Doadores e Aniversário de 9 Anos do Clube SangueBom
Confraternização de Doadores e 9 Anos do Clube SangueBom
Confraternização de Doadores e 9 Anos do Clube SangueBom

Bocejo: fique atento.

Escrita por: Redação Fellows Mkt & Co.
15/09/2010 14:44

Bocejar é natural. Mas pode também ser um alerta para outros problemas.

Quando você está com aquele soninho ou uma virtual “moleza”, lá vem ele: é o bocejo. Parece até contagioso, bastando apenas alguém abrir a boca para que todos a seu redor também comecem a bocejar. Já reparou?

Bocejar é natural e normal quando as pessoas estão com sono. O ato de bocejar diminui a temperatura do corpo, acelera os batimentos cardíacos e estimula a circulação do sangue, favorecendo o organismo a retomar o estado de atenção que pode estar sendo perdido para o cansaço.

Mas o que cada vez mais tem sido debatido é que o organismo não boceja apenas quando se está com sono. Já se sabe que o bocejo pode ser um sinal de alerta para alguns problemas de saúde.

O bocejo pode ser um alerta contra uma infecção urinária, em que a fadiga é uma espécie de sintoma. O excesso de fadiga após uma refeição (e os bocejos daí ocorridos) podem ainda estar relacionados por exemplo a uma leve alergia alimentar.

Há também a possibilidade de o ato de bocejar ser um alerta de que algo com a glândula tireóide não vai bem. A tireóide é uma pequena glândula que fica na base do pescoço. Ela é responsável pelo controle do metabolismo do corpo. Quando, por algum motivo, a tireóide não cumpre direito essa tarefa, pode haver o aumento da sensação de falta de energia; a pessoa sente-se lenta e pode até engordar.

Bocejar também pode indicar questões mais simples, como falta de hidratação do corpo. Isso mesmo: pessoas com sede tendem a bocejar mais, pois o organismo precisa de água para que seus processos metabólicos produzam energia.

O gesto pode também ser sinal de que algo com o coração não vai bem. Se atividades que antes eram feitas com tranquilidade têm demandado um esforço muito mais significativo, vale visitar um cardiologista.

E, por fim, o bocejo pode ser reflexo de pura fadiga, sem fatores mais sérios associados. Uma boa sugestão para a falta de disposição pode ser, então, simplesmente... fazer exercícios! Pode parecer um contra-senso, mas é uma boa forma de combater o sentimento de cansaço. Mas, é claro: lembrando que a prática de atividades físicas mais intensas e regulares requer orientação de um médico, em especial se a pessoa tem problemas cardiovasculares ou musculares e ósseos.

Por fim, bocejar é natural e pode também significar apenas uma noite mal dormida. Se noites bem descansadas não afastam os bocejos ou se você desconfia que algum outro problema que esteja associado à sensação de cansaço ou fadiga, levando à produção de mais bocejos, a solução é visitar seu médico.

Em tempo: há quem diga que até ler sobre bocejos também os provoca. Você bocejou na leitura desta matéria? Conte pra gente!

Pompeia: Rua Tavares Bastos, 425 - (11) 3674-4444 - De 2ª a 6ª das 8h às 18h e aos sábados das 8h às 16h.