São Paulo, 22 de Outubro de 2018

Feijoada / Confraternização de Doadores e Aniversário de 9 Anos do Clube SangueBom
Feijoada / Confraternização de Doadores e Aniversário de 9 Anos do Clube SangueBom
Confraternização de Doadores e 9 Anos do Clube SangueBom
Confraternização de Doadores e 9 Anos do Clube SangueBom

Fazer a barba sem ferimentos.

Escrita por: Redação Fellows Mkt & Co.
18/02/2011 14:17

Como cortar a barba sem irritar – a pele e você.

Muitas mulheres acham a vida do homem muito mais prática quando a questão é cuidar da aparência diária. Longe de uma discussão sexista, porém, um dos pontos que pode ser um verdadeiro tormento na vida de muitos homens é fazer a barba.

Não que a tarefa em si seja complicada e exija mais do que alguma habilidade, bons produtos e alguns minutos – mas é que muitos homens não conhecem algumas dicas para um barbear mais bem feito ou têm a pele muito sensível, por exemplo, o que pode dificultar bastante essa tarefa.

Como, afinal, fazer bem uma barba sem ferir a pele, evitando pelos encravados, ferimentos, vermelhidão?

Algumas dicas básicas, práticas e simples:

• Faça a barba no sentido do crescimento dos pelos. Muitos homens gostam de usar o barbeador no sentido contrário, porque isso proporciona um barbear mais rente – e, portanto, mais duradouro. Entretanto essa estratégia pode resultar em pelos encravados. Pelos encravados podem acontecer, entre outros fatores, pelo fato de o pelo estar tão curto que, quando vai despontar, já ter se formado uma camada de queratina sobre o local, “aprisionando-o” sob a pele. Nem todos têm esse problema, mas se esse for seu caso talvez a origem esteja justamente no sentido do barbear-se.

• Faça a barba logo em seguida ao banho. Por que os homens molham tanto o banheiro?, muitas mulheres talvez se perguntem. Porque ficam indo do chuveiro ao espelho, e vice-versa, para fazer a barba durante o banho... Não precisa tanto: você pode deixar a tarefa para depois que fechar o chuveiro. O importante é fazer a barba logo em seguida, quando a pele está livre de oleosidade e impurezas e os pelos estão mais macios e fáceis de cortar.

• Use gel ou espuma de barbear. Não se barbeie “a seco”. Gel ou espuma facilitam o deslizar da lâmina e proporcionam um barbear melhor e mais confortável. Antes de aplicá-los sobre a pele, porém, pode ser uma boa sugestão molhar o rosto. Isto é: aplique o produto sobre a pele molhada; isso fará com que a lâmina deslize ainda melhor e os pelos estejam mais macios.

• Comece pela parte certa. Comece pela região da lateral do rosto. Deixe a região do queixo e a parte inferior por último – pois assim, enquanto você cuida dessas áreas, os pelos das regiões mais duras vão amolecendo, o que torna o trabalho mais fácil.

• Compre um bom barbeador. Um bom barbeador não necessariamente é um barbeador caríssimo, mas é provável que ele seja mais caro que os demais (pesquise preços antes de se decidir, pois eles variam muito conforme o ponto de venda). Em compensação, eles devem durar mais, mantendo o corte por mais tempo antes de a lâmina ficar gasta e/ou tendo um melhor desempenho. Experimente uma vez e acompanhe a relação custo X benefício. Se gostar, troque em definitivo pelo novo modelo. Barbeadores de lâminas ruins duram menos e precisam ser logo substituídos, o que aumenta o valor gasto com eles. Além disso, lâminas ruins e/ou gastas podem arranhar e cortar a pele e aparar os pelos menos rente.

• Terminando o barbear, enxague o rosto com água fria. Isso fecha os poros. Aplique também uma loção pós-barba, de preferência sem muito álcool (o álcool em excesso pode ressecar a pele). Se você tem alergia ou pele sensível, consulte um médico para ver qual é o pós-barba mais indicado – ou se é realmente possível usá-lo.

• Não force o barbeador no rosto. Você pode se ferir – e, se o resultado é ruim, ele provavelmente não vai melhorar com a força. Afinal, fazer a barba é mais jeito do que força. Além disso, forçar o barbeador também tende a causar maior irritação. Se os pelos não estão sendo cortados, o problema não é a força: é a lâmina. Troque o aparelho por um novo ou troque a marca do produto.

• Se seu rosto não se adapta às lâminas, use um barbeador elétrico. Eles custam muito mais caro do que um barbeador descartável, mas evidentemente duram muito mais também. São uma boa alternativa para quem tem problemas sérios de pele, para quem gosta de praticidade ou para quem tem a pele muito sensível. Podem não proporcionar uma barba muito rente, mas evitam irritações mais sérias e podem oferecer bons resultados. Se fizer a opção, pode ser que as primeiras barbeadas não fiquem muito boas – mas com alguns dias a barba se “acostuma” e o desempenho vai melhorando. Há também quem opte por tratamentos a laser , que elimina a necessidade de barbear-se diariamente – mas pode ser uma solução radical; convém pensar antes de optar por ela e conhecer bem a técnica para depois não se arrepender.

Por fim, se você tem problemas sérios com o barbear, consulte seu médico! Barbear-se pode ser, além de uma opção estética, muitas vezes uma obrigação profissional cobrada formal ou informalmente. Se você aprecia um visual sem barba, se acha que uma barba bem feita se ajusta melhor a sua imagem profissional ou se junta tudo isso – e não consegue fazer a barba quando precisa sem ficar com a pele irritada, ferida ou vermelha, não tenha dúvida: a melhor saída é consultar um médico. Vá a um dermatologista: ele provavelmente poderá ajudá-lo.

Pompeia: Rua Tavares Bastos, 425 - (11) 3674-4444 - De 2ª a 6ª das 8h às 18h e aos sábados das 8h às 16h.