São Paulo, 17 de Dezembro de 2017

Feijoada / Confraternização de Doadores e Aniversário de 9 Anos do Clube SangueBom
Feijoada / Confraternização de Doadores e Aniversário de 9 Anos do Clube SangueBom
Confraternização de Doadores e 9 Anos do Clube SangueBom
Confraternização de Doadores e 9 Anos do Clube SangueBom

Alimentação: traga as fibras de volta.

Escrita por: Redação Fellows Mkt & Co.
25/04/2011 17:37

Alimentos ricos em fibras fazem bem. Procure por eles.

Então a pessoa tem um consumo elevado de produtos ricos em gorduras, com abundantes calorias, e quer perder peso. O que fazer? Não há milagres. Controlar a quantidade de calorias ingeridas e praticar atividades físicas são dois caminhos saudáveis e funcionais para este fim. Mas a preferência por alimentos ricos em fibras pode contribuir para que este processo se dê de maneira mais eficaz e permanente.

Como? É muito simples: a ingestão de alimentos ricos em fibras diminui a absorção de gorduras pelo organismo. Frutas e legumes crus e cereais integrais são excelentes fontes de fibras. Elas agem fazendo com que o sistema digestivo trabalhe mais. Assim, a digestão se torna mais lenta e a sensação de saciedade é obtida com mais eficácia, diminuindo a impressão de que é necessário comer tanto para “matar a fome”.

As fibras também ajudam a reduzir o mau colesterol, e com ele as consequências desse perigo para o coração e para todo o sistema circulatório.

A sugestão é ingerir alimentos com fibras algum tempo antes da refeição, assim a sensação de saciedade começa a ser obtida antes da refeição e a pessoa ingere menos comida.

Fibra: onde ela está?

Mas há um problema: onde encontrar esses produtos com as fibras que são tão úteis? A dica é buscar os alimentos certos, que realmente contenham fibras em sua composição.

O pão, por exemplo, como é feito à base de farinha de grãos (no caso, o trigo) seria uma fonte de fibras – mas o processamento pelo qual esse tipo de alimento e/ou a farinha pode ter passado pode ter removido quase toda a fibra dos grãos utilizados em sua fabricação. Nesse caso, pode-se porém fazer a escolha por pães integrais, que têm boa parte das fibras preservadas (além de serem muito saborosos).

A adoção de soluções artificiais nos alimentos industrializados é algo que tem afastado a fibra desse tipo de produtos. Já vai longe, por exemplo, o tempo em que um iogurte de morango comum literalmente vinha com pedaços de morango, e não emulsificantes, mais corantes e aromatizantes artificiais imitando (bem mal) a fruta. Talvez nem seu sorvete de coco contenha coco de verdade (já olhou no rótulo?).

Mas há opções que buscam trazer as fibras de volta à alimentação. Então, na hora da compra, vale buscar escolher a opção “integral” ou “com fibras”: entre o tradicional e essas, as opções com fibras trazem os benefícios aqui relatados. Ficando atento, é claro, para não optar por um produto que tem fibras, mas altas quantidades de açúcar ou sódio, por exemplo.

Então a melhor sugestão sem dúvida é poder contar com alimentos frescos e preparar a própria comida. Frutas e legumes não processados têm fibras que devem fazer parte de uma alimentação balanceada.

Consumir muitas frutas também ajuda, bem como adotar a salada na refeição e sucos naturais, com o “bagaço” da fruta (coar é realmente indispensável?). Essas pequenas medidas aumentarão a quantidade de fibras ingeridas – trazendo consigo seus benefícios.

Mas não há milagres: a ingestão de fibras é uma de diversas atitudes a se tomar para quem quer uma alimentação mais saudável. E, para perder peso e/ou levar uma vida melhor a prática de exercícios físicos, realizados sob supervisão de um médico, também é muito importante.

Pompeia: Rua Tavares Bastos, 425 - (11) 3674-4444 - De 2ª a 6ª das 8h às 18h e aos sábados das 8h às 16h.