São Paulo, 18 de Novembro de 2018

Feijoada / Confraternização de Doadores e Aniversário de 9 Anos do Clube SangueBom
Feijoada / Confraternização de Doadores e Aniversário de 9 Anos do Clube SangueBom
Confraternização de Doadores e 9 Anos do Clube SangueBom
Confraternização de Doadores e 9 Anos do Clube SangueBom

Refrescar-se com hibisco?

Escrita por: Redação Fellows Mkt & Co.
26/04/2012 09:45

Hibisco é bonito – mas pode também ser saboroso.

Em cercas vivas, tudo bem. Crescendo como uma árvore, com os ramos podados? Vá lá também, que com paciência forma uma copa bonita. No quintal ou no jardim de casa? Alegra muito, que em lugar de clima quente dá flores o ano inteiro. Mas e no copo ou no recheio do bombom? Peralá: é isso mesmo?

O hibisco é popularmente considerado dono de características benéficas: como auxiliar do combate à hipertensão, digestivo, diurético, laxativo e redutor do colesterol. Há quem o considere também eficaz no tratamento contra a caspa e seborreia (há xampus e cremes à base de hibisco para este fim), entre outros benefícios.

É uma planta que produz belas flores de pétalas grandes e campanuladas. É flor-símbolo do Havaí: se você ainda não ligou o nome à planta, é aquela da flor que enfeita os cabelos da imagem estereotipada de havaiana.

De cultivo fácil (requer boa adubação para florir bem e não tolera geadas), pode ser usada como cerca-viva, produzindo boa privacidade e requerendo pouca manutenção – além de ser decorativa. Há variedades com flores em várias cores: as mais comuns talvez sejam a rosa e a vermelha, mas há também a amarela, a alaranjada e as híbridas – como a amarela com vermelho e a branca com vermelho, entre outras – até com matizes de negro. Podem ser simples ou de pétalas dobradas. Todas lindas.

Cá entre nós brasileiros não é muito comum comer flores ou preparar bebidas com elas – mas o hibisco é relativamente difundido para esse uso. Pode ser utilizado em diversas iguarias, inclusive em bombons (já provou?), geleias e chás – que é considerado emagrecedor.

No México é muito consumido o refresco de hibisco: a chamada “água de jamaica” – uma infusão a partir da flor do hibisco. Servida gelada é muito refrescante.

A flor é rica em ácidos orgânicos (tartárico, málico, hibisco), flavonoides, proteínas, ácidos graxos, fósforo, magnésio, cálcio e vitamina C.

Mas muito cuidado: evite intoxicação. Não se deve pegar qualquer flor ou planta sem conhecê-la e utilizá-la no preparo de bebidas, alimentos ou afins. Plantas e flores para consumo humano devem ser cultivadas e preparadas com cuidados especiais, e não se pode confundir uma espécie com outra – as consequências podem ser graves. Além disso, no caso do hibisco, muitos dos benefícios creditados a ele carecem de comprovação científica.

Se quer experimentar, o ideal pode ser comprar o hibisco em lojas especializadas ou de produtos naturais, já pronto para ser utilizado (é comum encontrá-lo desidratado ou em sachês). E saborear: o sabor exótico e suave (no chá lembra a framboesa ou o morango, de um frutado azedinho) pode ser um prazer gustativo a mais a fazer parte de nossos hábitos.

Pompeia: Rua Tavares Bastos, 425 - (11) 3674-4444 - De 2ª a 6ª das 8h às 18h e aos sábados das 8h às 16h.