São Paulo, 23 de Agosto de 2017

Feijoada / Confraternização de Doadores e Aniversário de 9 Anos do Clube SangueBom
Feijoada / Confraternização de Doadores e Aniversário de 9 Anos do Clube SangueBom
Confraternização de Doadores e 9 Anos do Clube SangueBom
Confraternização de Doadores e 9 Anos do Clube SangueBom

Cacau, delícia de benefícios

Escrita por: Renata Perre
28/02/2007 13:05

Rico em flavonóis, o chocolate amargo é o mais indicado, pois não contém as gorduras do leite

Uma boa notícia para os chocólatras de plantão: o cacau pode evitar efeitos do envelhecimento no cérebro. De acordo com pesquisadores britânicos, uma xícara do tipo certo de chocolate (chocolate amargo feito do cacau puro e sem adição das gorduras do leite) pode ajudar o sistema nervoso e a retardar a perda da função que ocorre com o envelhecimento.

Eles explicam que os antioxidantes encontrados nas sementes do cacau, os flavonóis, podem aumentar o fluxo de sangue no cérebro e fazer com que o órgão funcione melhor. Durante a reunião da maior sociedade científica do mundo, a AAAS (Associação Americana para o Avanço da Ciência), em San Francisco, EUA, foram relatados os resultados de testes com mulheres jovens que precisavam resolver uma tarefa complexa, sendo monitoradas por ressonância magnética. As que bebiam cacau rico em flavonóis tinham um fluxo de sangue no cérebro aumentado significativamente em relação às que não tomaram a bebida.

Já a Escola Médica de Harvard (EUA), disse ter encontrado benefícios semelhantes à saúde entre os índios cunas, do Panamá, que fazem uso intenso do cacau. No entanto, os especialistas advertem que as pessoas não devem começar a se entupir de chocolate, e ainda, o cacau à venda nos supermercados é pobre em flavonóis - que dão sabor amargo ao chocolate.

Contudo, ao consumir corretamente o cacau, as pessoas podem obter outros benefícios, entre eles:

Problemas cardíacos: pesquisadores americanos descobriram que o chocolate, consumido em pequenas quantidades, pode reduzir o risco de um ataque cardíaco por diminuir a tendência de coagulação das plaquetas e de obstrução dos vasos capilares.

Colesterol: o cacau contém uma quantidade considerável de ácido oléico (gordura monoinsaturada), o mesmo encontrado no azeite de oliva. As gorduras monoinsaturadas são “gorduras do bem??? protegendo as artérias, elevando o bom colesterol (HDL) e diminuindo o colesterol ruim (LDL).

Melhora de humor: o chocolate contém substâncias que estimulam a produção de serotonina, um neurotransmissor que ajuda a combater a depressão e a ansiedade, além de estimular os centros de prazer e de bem-estar.

Energia: por possuir grande parte por gorduras e açúcares em sua composição, o chocolate tem alta densidade energética. Na pirâmide dos alimentos ele se encontra no topo, no grupo dos energéticos extras.

Pompeia: Rua Tavares Bastos, 425 - (11) 3674-4444 - De 2ª a 6ª das 8h às 18h e aos sábados das 8h às 16h.